Pesquisadores assinam
acordo de edição na Eduff

12/5/2005

Os autores dos trabalhos selecionados pelo edital Biblioteca da Eduff compareceram à Reitoria no dia 11 de maio para a assinatura dos acordos de edição, dando início ao processo de confecção dos livros. Estiveram presentes a diretora da Eduff, Laura Graziela Gomes, o diretor de Editoração, Ricardo Borges, a representante da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propp), Maria Leonor Veiga Faria, e os pesquisadores Norberto Osvaldo Ferreras, Selene Herculano e Rafael Deminicis.

A primeira versão do Edital Biblioteca da Eduff recebeu a inscrição de 52 trabalhos. Depois de uma rígida seleção, quatro foram escolhidos - nas categorias Ensaio, Didático, Coletânea e Pesquisa – para serem editados este ano. "Muito bom haver um processo de seleção no qual a universidade prestigie e divulgue a produção de seus pesquisadores", comemorou o historiador Norberto Osvaldo Ferreras, autor de "A Belle Epoque dos trabalhadores: cotidiano e modo de vida dos trabalhadores de Buenos Aires (1880-1920)", escolhido na categoria Ensaio.

Selene Herculano, vencedora na categoria Didático com o livro "Em busca da boa sociedade", também elogiou a iniciativa: "Achei excelente essa forma de escolha dos textos a serem editados. Espero que haja novos concursos nos próximos anos". Rafael Deminicis afirmou que a EdUFF será a primeira editora brasileira a lançar uma coletânea totalmente dedicada ao Anarquismo. "Até o momento, o tema aparecia apenas em um ou outro capítulo", diz o coordenador de "História do anarquismo no Brasil – Vol. 1", ao lado de Daniel Aarão dos Reis Filho.

Os outros trabalhos selecionados foram: "Patogênese molecular e estratégia terapêutica dos gliomas", de Clovis Orlando Pereira da Fonseca (em co-edição com a Edilivros) e "O poder de domar do fraco: formação de autoridade e poder tutelar na política de povoamento do solo nacional", de Jair de Souza Ramos, ambos na categoria Pesquisa.





Os pesquisadores Norberto Osvaldo Ferreras,
Selene Herculano e Rafael Deminicis,
a diretora da Eduff, Laura Graziela Gomes,
e o diretor de Editoração, Ricardo Borges